Aumentar fonte:

'Estamos trabalhando com consolidação fiscal de longo prazo', diz Saintive

Gustavo Raniere/GMF

25/06/2015 - O secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Barbosa Saintive, afirmou nesta quinta-feira (25/06) que momento não é adequado para revisão da meta de superávit primário de 2015. "Existe um grau de incerteza muito grande na economia e precisamos avaliar passo a passo", ponderou.

"Estamos trabalhando com consolidação fiscal de longo prazo", ressaltou o secretário, em entrevista a jornalistas. O Tesouro Nacional divulgou, nesta tarde, o resultado fiscal do Governo Central, que apresentou déficit primário de R$ 8,05 bilhões em maio de 2015, contra um déficit de R$ 10,4 bilhões de maio de 2014.

O superávit primário acumulado no ano do governo central caiu 65% para R$ 6,62 bilhões. Em proporção do PIB de cada período, o superávit passou de 0,86% nos primeiros cinco meses para 0,28% em 2015. Saintive ponderou que o déficit do governo central em 12 meses em relação ao PIB está estabilizado. "Temos que perseguir essa estabilização e a reversão dessa tendência", completou.

Para o secretário, "o governo vem fazendo seu papel, pelo lado do gasto, na contenção de despesas". Ele ressaltou que o resultado de maio reflete a queda na arrecadação e um déficit expressivo da previdência. Em relação às receitas, Saintive destacou que "não é só uma queda de receitas tributárias, mas de royalties e dividendos".

Saintive disse que algumas concessões apresentadas no Programa de Investimento em Logística podem gerar receitas de outorga ainda neste ano. Além disso, "existem novas medidas, receitas não recorrentes que podem performar", disse, referindo-se à abertura de capital da Caixa Seguridade.

Fonte: ACS/MF.